NOTÍCIAS

Selic: mais um golpe na competitidade das empresas
Selic: mais um golpe na competitidade das empresas
Opinião é do coordenador do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Marcelina – FASM, Reginaldo Gonçalves, que está disponível para comentar a reunião do Copom
O Comitê de Política Monetária (Copom) acaba de anunciar a taxa básica de juros (Selic) para o próximo período, fixada em 12,25%. Para o coordenador do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Marcelina – FASM, Reginaldo Gonçalves, a alta de 0,5% é mais um reflexo do cenário difícil projetado para 2015. “Como existe uma premissa muito forte que a taxa de inflação ultrapasse 7% ao ano neste mês de janeiro, o Banco Central optou por mais um aumento da taxa básica de juros. A decisão impacta diretamente a dívida pública e amplia a restrição ao crédito como forma de conter o consumo e a inflação. Por outro lado, não se vê nenhuma movimentação para o esperado corte de gastos do governo”, avalia. “A decisão do BC trará ainda mais dificuldades para as empresas financiarem suas atividades, golpeando qualquer tentativa de aumento de competitividade. O governo espera frear o consumo doméstico até que se recuperem a força do real e a confiança do investidor externo no país. Para isso, entretanto, arrisca-se a aumentar o desemprego e a reduzir ainda mais o PIB”.
Fonte: Maxpress Net